Bernardo Mucida confirma que não disputará eleições municipais

3 [ad_1]

Um assunto que nos últimos dias ganhou força nos bastidores da política de Itabira foi confirmado neste sábado (11). O advogado, ex-vereador e ex-candidato a prefeito, Bernardo Mucida (PSB), anunciou que não concorrerá nas eleições municipais de 2020. O recuo, segundo o socialista, está ligado à possibilidade de assumir uma cadeira na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) a partir do ano que vem. Ele havia lançado a pré-candidatura a prefeito em março.

Mucida é primeiro suplente na coligação que teve PT, PR e PSB. A esperança do ex-vereador está na eleição da deputada estadual Marília Campos na disputa pela Prefeitura de Contagem. Caso esse cenário se concretize, Bernardo assumiria como deputado no dia 1º de janeiro para dois anos de mandato.

“Itabira precisa urgentemente ter um deputado capaz de mostrar para toda Minas Gerais o momento difícil que enfrentaremos. Acredito que posso contribuir muito com a nossa cidade e região”, defendeu o político, que ainda argumentou que a decisão foi tomada após conversas com “lideranças, técnicos e profissionais de diversas áreas”, além de “analisar dados e pesquisas”.

Sobre os riscos de o cenário traçado não se concretizar e a vaga de deputado não acontecer, Bernardo admite que o movimento inclui esse risco, mas defende “que essa é a melhor decisão para Itabira”. “Tomo uma das decisões mais pensadas e difíceis da minha vida”, diz.

Questionado sobre a reação de seu eleitorado, o ex-vereador diz que não pode ser visto como “salvador da pátria” e que há tempo para que a oposição escolha um novo nome. “A oposição pretende apresentar um projeto sólido para a construção de uma cidade sustentável”, declarou, em nota.

O conteúdo continua após o anúncio

Vetão é opção

Perguntado por DeFato Online sobre quem será o novo pré-candidato do PSB, Mucida afirmou que isso ainda não está definido e que há opções. O principal nome, segundo apurou a reportagem, é o do atual vereador Weverton Andrade “Vetão”. Também neste sábado, o parlamentar, logo após a confirmação da saída de Bernardo, fez uma postagem enigmática em suas redes sociais.

“Líderes pensam e falam sobre soluções, se sentem incomodados com a realidade e assumem responsabilidades enquanto outros inventam justificativas. Um novo tempo se aproxima, um novo passo, audacioso e necessário diante de um cenário que requer coragem para mudar!”, escreveu o vereador.

“Aos 18 anos assumi a presidência da Associação do meu bairro. Aos 21 anos fui eleito o Conselheiro Tutelar mais jovem de nossa cidade. Aos 24 anos fui eleito vereador em uma eleição simples e sem recursos. Agora, aos 28 anos, me sinto preparado e na obrigação de lutar pelas transformações necessárias que nossa cidade precisa”, completou.

A reportagem não conseguiu contato com o vereador Weverton Vetão.


[ad_2]
Fonte Prefeitura -> :Fonte Prefeitura